Sábado, 10 de Setembro de 2016

Especulações vocabulares (segunda série) (2)

Significado corrente, mas também exploratório das palavras

 

BBBB

 

Bairro

 

Conjunto de habitações de um lugar, por regra a cidade.

Esse conjunto de casas tem de comum mais do que a proximidade. As pessoas que lhe pertencem e o chamam de seu com carinho, salvo algumas exceções, são do mesmo estrato social, têm a mesmas preferências e o mesmo nível de rendimento. Constituem como que uma família alargada, onde todos se conhecem, frequentam o mesmo clube e vão à mesma igreja. Com a Revolução Industrial, ao redor dos centros urbanos onde as fábricas de produção se instalaram, constituíram-se muitas dessas aglomerações, para onde os operários iam residir. Em todas as cidades, há bairros de muitos tipos, desde os chamados de «ricos» aos classificados de «sociais». E há ainda frequentemente os de «lata», para onde é como que empurrada a população mais carenciada de recursos, que vive aí em condições deploráveis. Quem desconhece o facto?

 

Barulho

 

Som ou conjunto de sons desagradáveis ao ouvido. O mesmo que ruído.

Pode ser produzido por instrumentos e objetos muito diversos, que são manipulados para o efeito. Pode ser ocasionado por vozes de pessoas que se reúnem para determinado fim, mas que entram em desacordo sobre o propósito anteriormente comum. Umas falando mais alto do que as outras, na tentativa de defender ou impor os seus pontos de vista, a discussão entre elas é também desagradável, até ao ouvido menos sensível. Não passará nunca de uma algazarra inconsequente, portanto incapaz de promover consensos. À maneira das assembleias gerais dos clubes, onde os sócios vociferam entre si na defesa das suas propostas.

 

Brinde

 

Aquilo que se dá ou recebe como oferta.

Todos sabemos que isso pode revestir formas diversas, desde o brinquedo com que se presenteia uma criança a algo valioso dado a um adulto. No primeiro caso, a oferta faz parte dos hábitos de convivência entre gerações diferentes, como sucede entre pais e filhos, avós e netos, tios e sobrinhos. No segundo, o ato fia mais fino, «leva água no bico», como o povo diz; muitas vezes, ou quase sempre, é praticado na esperança de se ser compensado com uma retribuição. Há gente descrente das virtudes humanas que observa a propósito que a prodigalidade, até ela própria, tem o seu preço…

 

IRDEA

publicado por olhoatento às 09:26
link do post | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Mudança de local

. Morte do Autor

. JESUS RESSUSCITOU!!!

. Sobre alguns dias do dia ...

. O planeta que habitamos (...

. Sobre alguns dias do dia ...

. Em versos me revelo (74)

. Sobre alguns dias do dia ...

. Apresentação de «Como Jog...

. Da Angola que permanece n...

. Reeditando (73)

. Sobre alguns dias do dia ...

. Melhor a imagem do que a ...

. O planeta que habitamos (...

. Convite para lançamento d...

. Sobre alguns dias do dia ...

. Em versos me revelo (73)

. Sobre alguns dias do dia ...

. Da Angola que permanece n...

. Sobre alguns dias do dia ...

. Reeditando (72)

. Melhor a imagem do que a ...

. Sobre alguns dias do dia ...

. O planeta que habitamos (...

. Sobre alguns dias do dia ...

. Em versos me revelo (72)

. Da Angola que permanece n...

. Reeditando (71)

. Melhor a imagem do que a ...

. Especulações vocabulares ...

.entradas no blog

Free track counters
Lovely Counter

.posts visitados

Free track counters
Lovely Counter

.meteorologia

.favorito

. Especulações vocabulares ...

. Melhor a imagem do que a ...

. Da Angola que permanece n...

. No momento da morte de Ne...

. Reeditando (6)

. A preto e branco (5)

. Em versos me revelo (5)

.tags

. evocação

. ficção

. poesia

. recordações de angola

. temas em análise

. todas as tags

.arquivos